BLOG

YouTube Kids ganha ferramentas de controle de conteúdo para pais e filhos

Pais e mães que gerenciam o conteúdo que seus filhos assistem no YouTube ganharam uma nova ferramenta de controle e moderação na rede: por meio de seu blog oficial, o YouTube anunciou que o YouTube Kids está, enfim, recebendo as novas opções de pré-aprovação de vídeos permitidos aos seus filhos. Essas opções, mais customizadas, haviam sido anunciadas em abril, mas só agora estão disponíveis para usuários de Android (iOS deve recebê-las nas próximas semanas).

“Acreditamos que não há duas famílias iguais — e que suas necessidades estão sempre mudando conforme crescem. É por isso que temos o compromisso de construir o YouTube Kids de forma que ofereça às crianças o conteúdo que elas amam e, aos adultos, as ferramentas para personalizar o aplicativo conforme eles desejam”, disse James Beser, diretor de produtos de YouTube Kids, que assina o post oficial.

O conteúdo pré-aprovado por adultos permite aos pais de uma criança escolherem a dedo os vídeos assistidos e canais seguidos por seus filhos. Essa opção já está disponível na área de configurações de conta do YouTube Kids e, uma vez ativada, a criança não terá acesso à barra de buscas do app sem o consentimento parental.

Outra novidade é que o YouTube Kids está ampliando seu portfólio de exibição de conteúdo para crianças de faixa etária mais avançada. O conteúdo mais juvenil — voltado para idades entre 8 e 12 anos — traz vídeos e clipes de músicas e gameplay de jogos, abrindo ainda mais o leque de opções de entretenimento à medida que os filhos vão crescendo. Novamente, nas configurações de conta, os pais é quem decidem se o filho está pronto para este “salto” ao ativarem a opção “Older” (“Mais Velhos”, em português). Por ora, essa experiência está disponível apenas nos EUA, mas o plano é fazer o roll out global em breve.

“Nós trabalhamos muito para tornar os vídeos do app mais convidativos à família, mas nenhum sistema é perfeito. Sempre há possibilidade de algum pai ou mãe encontrar algo que não querem que seus filhos assistam, seja nas versões para mais jovens ou mais velhos. Se isso acontecer, pedimos que os pais bloqueiem e marquem o vídeo para reavaliação de nossa equipe. Isso tornará o YouTube Kids melhor para todos”, finaliza o post.

Leia mais: